| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

Jailson Carneiro dos Santos

Page history last edited by rosangelamenta 13 years, 1 month ago

 

Bem vindos a nossa página! Visitante nº


 

ROTEIRO DE AULA DE MATEMÁTICA PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

 

AUTORIA:

* Aluno-mestre: César Henrique

* Co-autor Aluno-mestre: Jailson C. dos Santos

 

ESTRUTURA CURRICULAR:

- NIVEL DE ENSINO :

 

* Educação Infantil.

 

- COMPONENTE CURRICULAR PRINCIPAL :

 

* Matemática.

 

DADOS DA AULA

 

* TITULO: Blocos Lógicos

* PALAVRAS CHAVES: Formas geometricas

* O QUE O ALUNO PODERÁ APRENDER COM ESTA AULA:

  • Montar peças, diferenciar tamanhos, cor, altura, e logicas matemáticos, constância de forma e tamanho, sequência e simbolização.

* DURAÇÃO: 30 minutos por semana.

* EIXOS DE LINGUAGENS: Linguagem matemática, Dominio de código, exploração dos redursos, homem, trabalho e cultura, cultura popular.

 

ESTRATÉGIAS E RECURSOS DA AULA

 

- PROBLEMATIZAÇÃO:

 

     Observando ao redor podemos perceber várias formas geométricas em tudo que nos cerca, nos móveis, no prédio, até mesmo no corpo humano. Diante das observações quais são as formas geométricas encontradas por você?

     A partir das peças geometricas vamos perguntar aos alunos quais ele identifica ao seu redor e se lembra como se chama.

 

- DIMENSÕES/LINGUAGENS:

 

     Conceitual: O que são formas geométricas? Onde podemos encontrá-las? Quais são as formas mais encontradas ao nosso redor? Que atributos tem as formas geométricas?

     Artística: Como as formas geométricas aparecem em todos os lugares, podemos observá-las nos desenhos, nas pinturas, nas construções? Além das formas podemos observar diferentes cores. Quais são os nomes delas?

 

 

INSTRUMENTALIZAÇÃO/DESENVOLVIMENTO

FONTE: http://www.kitsegifts.com.br/loja/images/foto_blocos-logicos.jpg 

 

Atividade 1 -  Elaborar a definição do conceito de blocos lógicos.

 

     1º momento -  O professor leva o conjunto de blocos lógicos completo e  as crianças fazem a elaboração da definição, mediante o seguinte procedimento.
     O professor:  

    *   pergunta às crianças o nome do conjunto de peças, caso eles não saibam, o professor diz que são blocos lógicos e anota no quadro ;    
    *   ajuda às crianças a fazer a  contagem dos blocos, e anota no quadro;
    *  orienta as crianças a dividir os blocos pelas formas e contam quantas formas têm e anotar no quadro;   
    *  solicita que as crianças indiquem as cores dos blocos;
    *  facilita a observação das peças para verificar o tamanho e espessura:
    * solicita que as crianças analisem o triângulo:  meça os lados e verifiquem  se tem três lados iguais, coloquem o triângulo em cima do quadrado e verifiquem que cada triângulo grande é metade de um quadrado grande    
    *  Ajuda as crianças a confrontar o tamanho entre  quadrado grande e pequeno e verificar que cada quadrado pequeno é um quarto do quadrado grande.
    *  Orienta o confronto da espessura e verificar que a espessura grossa é o dobro da fina.  

2º momento -  O professor convida as crianças para fazer a leitura das anotações e a redação da definição. Primeiro faz a leitura das anotações:  Blocos lógicos, 48 blocos, quatro formas: quadrado, retângulo, triângulo, e círculo; cores: azul, amarelo e vermelho; tamanhos: grande e pequeno; espessuras: grossa e fina. Triângulo corresponde a um lado do quadrado; quadrado pequeno é um quarto do grande; peças grossas é o dobro das finas.   Em seguida, convida as crianças para pensar nos conectivos e elaborar a definição. 

 

 

Atividade 2 - Identificar peças dos blocos lógicos  

 1º momento - O professor organiza as crianças em diferentes grupos e solicita que elas retirem do montante dos blocos lógicos as peças exigidas:


 Grupo 1 – identifica os triângulos, para essa atividade, as crianças têm em mãos as orientações construídas em aulas anteriores: triângulos - têm três lados e têm três pontas. Assim, o grupo vai retirando todas as peças com essas características.
 Grupo 2 – identifica os quadrados - para essa atividade, as crianças têm em mãos as orientações construídas em aulas anteriores: quadrado - têm quatro lados iguais e quatro pontas,  com cantos abertos. Assim, o grupo vai retirando todos os quadrados.
 Grupo 3 – identifica os retângulos, para essa atividade, as crianças têm em mãos as orientações construídas em aulas anteriores: retângulos  - têm os lados opostos iguais e e quatro pontas. Assim, o grupo vai retirando todos os retângulos.  
Grupo 4  - identifica os círculos, para essa atividade, as crianças têm em mãos as orientações construídas em aulas anteriores:círculos   - é uma circunferências, forma redonda. Assim, o grupo vai retirando todos os círculos.     

 2º momento -  Cada grupo explica a escolha para os colegas,  destacando as características que permite  incluir as peças no conceito determinado.    

 3º momento – O professor orienta cada grupo para desenhar a peça identificada, cada membro individualmente desenha a sua peça grande ou pequena e as cores variam (azul, amarela e vermelha)

 

 

 

Atividade 3 – Brincar com blocos lógicos

 1º momento – O professor deixa cada grupo brincar com as peças, fazendo as suas construções, e observa como as crianças manipulam e qual a sequência lógica que é dada nas suas construções.

2º momento -  O professor entrega para as crianças em grupos, o jogo dos 4 cartões,  com características das peças dos blocos  lógicos e orienta o jogo. As peças devem ser organizadas com as faces para baixo e o jogo é realizado da seguinte forma: uma criança vira as cartas e o grupo separa todas as peças com a característica retirada;   

  Carta 1: Três cantos e três lados   

  Carta 2: Quatro cantos abertos e quatro lados iguais   

  Carta 3: Não tem cantos e nem tem lados   

  Carta 4: Dois lados opostos iguais.  

 Obs. O professor analisa como as crianças fazem o jogo em grupo, quais as combinações entre elas, se ajudam umas as outras, se respeita a vez da outra.  

 3º momento – O professor realiza uma atividade individual com as crianças, o exercício de linguagem ajuda na avaliação;   O professor entrega desenhos e as seguintes sentenças para representar cada situação.

 

ATIVIDADE 4 - Registro das atividades realizadas.

 

As crianças reunidas conversaram sobre a brincadeira, levantaram aquilo que acharam mais importante, falaram sobre suas percepções e a professora propoem a elas que escrevam coletivamente um texto.

 

PRÁTICA SOCIAL FINAL DO CONTEÚDO

 

- INTENÇÕES DO ALUNO:

 

    *  Brincar com os colegas, aprender um pouco mais sobre as formas e objetos geometricos.

 

- AÇÕES DO ALUNO:

 

    * Divulgar as brincadeiras junto a comunidade.

 

- RECURSOS PEDAGÓGICOS NECESSÁRIOS PARA A AULA :

 

    * Blocos Lógicos

 

- RECURSOS COMPLEMENTARES :

 

    * Outras atividades com blocos logicos.

 

- AVALIAÇÃO:

 

    * Observar se os alunos conseguem diferenciar o grosso do fino, pequeno do grande, ver se os alunos vao poder difernciar as cores dos blocos logicos.

 


 

Bullying

SANTOS, Jailson Carneiro dos

SLIVAK, Kathleen Károl

 

     Segundo Brasil Escola bullying é todo tipo de agressão física e verbal,brigas ofensas,comentários de mal gosto,discriminação com as diferenças das pessoas como:raça,opção sexual,deficiência e etc.

     Esse tipo de agressão geralmente ocorre em áreas onde a presença ou supervisão de pessoas adultas é mínima ou inexistente. Estão inclusos no bullying os apelidos pejorativos criados para humilhar os colegas.

     Essas discriminações causam angustia e dor nas vítimas que podem ser levadas para a vida toda,podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio. Muitos dos agressores usam ameaças para que as vítimas temam e não denuncie,levando a diante sentimentos de medo e ansiedade.

 

“No Brasil, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são comuns em alunos da 5ª e 6ª séries. As três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são: Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.” (Brasil Escola,2010)

 

     Essas crianças podem até crescerem frustradas e com medo e cometerem assassinatos ou até o próprio suicídio,a casos que mostram tal violência de acordo com o site: http://www.educacional.com.br/reportagens/bullying/default.asp

     Na Bahia, em fevereiro de 2004, um adolescente de 17 anos, armado com um revólver, matou um colega e a secretária da escola de informática onde estudou. O adolescente foi preso. O delegado que investigou o caso disse que o menino sofria algumas brincadeiras que ocasionavam certo rebaixamento de sua personalidade.(Educacional,2010)

     Porém esses casos de homicídios e suicídios são raros pois a maioria sofre em silêncio.

     O que fazer quando seu filho estiver sofrendo bullying?

     Os pais devem apoiar o filho, abrindo espaço para ele falar sobre o sofrimento de estar sendo rejeitado pelos colegas. “Obrigar o filho a enfrentar os agressores pode não ser a melhor solução, visto que ele está fragilizado, ou seja, corre o risco de sofrer uma frustração ainda maior”, diz Lopes Neto.

     Quando isso ocorre dentro da escola os pais devem conversar com a direção,É dever desta instituição ensinar os conhecimentos e promover a inclusão social e psicológica. A escola e a universidade jamais devem fazer vistas grossas sobre os casos de intolerância de violência psicológica ou física. A escola, principalmente, deve ter uma atitude preventiva contra o bullying, começando pela conscientização e preparação de professores, funcionários, pais e alunos.

     Quando não há intervenções eficazes contra o BULLYING, o espaço escolar torna-se totalmente corrompido. Todas as crianças, são afetadas, passando a experimentar sentimentos de ansiedade e medo. Os alunos que sofrem BULLYING, dependendo de suas características individuais e dos meios em que vivem, principalmente os familiares, poderão não ultrapassar os traumas sofridos na escola. Poderão quando adultos apresentar sentimentos negativos, especialmente com baixa auto estima, tornando-se indivíduos com sérios problemas de relacionamento. Poderão adquirir, também, um comportamento hostil.
     A prática de bullying começou a ser pesquisada há cerca de dez anos atrás na Europa, quando descobriram que essa forma de violência estava por trás de muitas tentativas de suicídios de adolescentes. No Reino Unido, por decisão governamental, hoje todas as escolas já implantaram políticas antibullying.
     O médico Aramis Lopes Neto, coordenador da pesquisa da ABRAPIA (Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência) diz: “Trata-se de um problema complexo e de causas múltiplas. Portanto, cada escola deve desenvolver sua própria estratégia para reduzi-lo. A única maneira de se combater o bullying é através da cooperação de todos os envolvidos: professores, funcionários, alunos e pais. As medidas tomadas pela escola para o controle do BULLYING, se bem aplicadas e envolvendo toda a comunidade escolar, contribuirão positivamente para a formação de costumes de não violência na sociedade”.

 

REFERENCIAL TEÓRICO:

 

Escrevam os sites consultados e façam as citações corretamente.

 


 

Aluno mestre :   Cesar Henrique Garcia Rodrigues

Aluno mestre:    Jailson C. dos Santos                    

proposta de aula para turma /serie : 4 ª serie

carga horaria prevista : 30 minutos

bimestre : 2° bimestre

PLANO DE AULA SOBRE PESSOAS LGBT

Informação da aula :

 

O que o aluno podera aprender com esta aula:

 

  • Ele aprenderá como se comportar  a onde tem pessoas com esse pensamento e não descriminar los  e no caso respeita los 

 

Conhecimentos previos trabalhos pelo professor  com o  aluno :

 

  • Saber que exitem pessoas com esse genero, como essa pessoa pensa da cultura , modo de se vestir.

 

PROCEDIMENTOS .

 

Observação da realizade.

  • Qual é a vida dessas pessoasna sociedade, como ela é vista, o pensamento dela está certo ou errado diante da sociedade, ela poderá viver na sociedade com pessoas " normais ". (todos somos normais)

 

PONTO CHAVE :

  • Se a pessoa LGBD esta de acordo com a lei?
  • E com esse pensamento da sociedade ele devera de mudar em relação com essa pessoa, como tais costumes, modos de vestir etc ?

 

TEORIZAÇÃO :

 

  • Buscar a lei se esta de acordo.
  • Qual é o procedimento da sociedade para essa pessoa que é LGBD.

 

Escreve pelo menos atividades a serem realizadas nesta aula.

 

Indicação de leituras:

 

Sites:

 

Material em PDF:

 

HIPÓTESES DE SOLUÇÃO :

 

  • Fazer com que eles saibam que é uma pessoa LGBT, e quando crescerem na qual inclui essas pessoas na sociedade e não descriminar por terem esse pensamento.
  • O que podemos fazer para a pessoa LGBD viver de acordo com a lei?
  • O que a sociedade ele deverá de mudar em relação a pessoa LGBT, como tais costumes, modos de vestir etc?
  • Vamos questionar os estudantes sobre estes temas.

 

APLICAÇÃO NA REALIDADE :

 

  • Como podemos beneficiar as pessoas do genero LGBT para possuir condições de vida normais  e fazer que com elas se intreguem na sociedade?

 

CONDIÇÕES OBJETIVAS :

 

  • O objetivo é de dar oportunidades a todas as pessoas, tanto nas classes mais ricas e quanto para as mais pobres a vida digna em nossa sociedade.

 

RECURSOS COMPLEMENTARES :

 

Usar a TV MULTIMÍDIA, e na sala de informática .

 

AVALIAÇÃO :

 

Avalias se que o aluno compreendeu que todos somos iguais e que não podemos ter discriminação, principalmente quando houver uma pessoa LGBT e que devemos respeita-la como um cidadão brasileiro.

 

REFÊRENCIAS :

Escreve o nome dos sites que utilizou.


Roteiro de trabalho

 

 

Alunos-mestres: Crislaine e Jailson

Proposta de aula para a turma/série: 4ªsérie

Carga horária prevista: 1 aula

Escola/instituição: ensino fundamental

Bimestre: 3º bimestre

Disciplina: Artes/ História

Título/tema:Dança ( o samba )

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

 

  • Despertar o interesse dos alunos para o tema.
  • Debater o tema com os alunos
  • Construir acróstico com a palavra samba
  • Confeccionar cartazes com a dança afro descendente
  • Assistir videos com coreografias de samba
  • Mostrar para as crianças que não pode haver preconceito com o samba, só porque é uma dança de origem africana .

 

1 PRÁTICA SOCIAL INICIAL DO CONTEÚDO:

 

Conteúdo:

*A origem e importância da dança africana

*As influências

*Ritmos

 

Eixos/linguagens:

*Formação de conceitos

*Arte

*Valores individuais

*Valores éticos

*Relações sociais

*Cultura popular

 

CONHECIMENTOS PRÉVIOS TRABALHADOS PELO PROFESSOR COM O ALUNO :

 

  • Conversar com os alunos sobre as prefêrencias musicais e verificar o conhecimento da turma sobre o samba e sua origem.

 

2 PROBLEMATIZAÇÃO (DISCUSSÃO):

 

 *Debater com os alunos sobre o ritmo do samba e sua origem africana

 

DIMENSÕES:

 

*Conceitual/científica: A dança é importânte? o que é samba?

*Dimensão histórica: A dança afro sempre existiu sem preconceitos? Em que lugares aonde não é permitido a dança afro?

*Ética: O preconceito sobre o samba infiterfere no julgamento das pessoas afro-descendentes?

 

3 INSTRUMENTALIZAÇÃO/DESENVOLVIMENTO:

 

Começar a aula conversando com os alunos sobre as preferências musicais.

Perguntar quem conhece o samba e quem gosta desse ritmo.

 

1ª Atividade

 

*Ler um texto informativo sobre a influência-afro desse ritmo.

 

O samba é um gênero musical, de onde deriva um tipo de dança, de raízes africanas surgido no Brasil e tido como o ritmo nacional por excelência. Considerado uma das principais manifestações culturais populares brasileiras, o samba se transformou em símbolo de identidade nacional. Dentre suas características originais, está uma forma onde a dança é acompanhada por pequenas frases melódicas e refrões de criação anônima, alicerces do samba de roda nascido no Recôncavo Baiano[4] e levado, na segunda metade do século XIX, para a cidade do Rio de Janeiro pelos negros que migraram da Bahia e se instalaram na então capital do Império. O samba de roda baiano, que em 2005 se tornou um Patrimônio da Humanidade da Unesco,[5][6] foi uma das bases para o samba carioca.

Apesar do samba existir em todo o país - especialmente nos Estados da Bahia, do Maranhão, de Minas Gerais e de São Paulo - sob a forma de diversos ritmos e danças populares regionais que se originaram do batuque, o samba como gênero é uma expressão musical urbana do Rio de Janeiro, onde de fato nasceu e se desenvolveu entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX. Foi no Rio de Janeiro que a dança praticada pelos escravos baianos migrados entrou em contato e incorporou outros gêneros musicais tocados na cidade (como a polca, o maxixe, o lundu, o xote, entre outros), adquirindo um caráter totalmente singular e criando o samba carioca urbano e carnavalesco.

 

Disponivel no site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Samba 

 

*Fazer um debate com os alunos sobre o texto apresentado

 

Roteiro de discussão:

  • Qual a origem do samba ?
  • Onde surgiu o samba ?
  • Quais os ritmos do samba  ?

 

2ª atividade

 

*Separar os alunos em grupos de quatro para produzir um cartaz.

*Explicar que vamos fazer um cartaz sobre a dança afro

*Distribuir para cada grupo revistas e jornais para montar o cartaz.

*Essas frases produzidas pelos alunos serão escolhidas pela turma.

*Após a elaboração do cartaz, coloca-lo no mural da escola

 

3ª Atividade

 

*Fazer acrósticos com a palavra samba

*Cada aluno faz em seu caderno e depois organizaremos uma coletânea para montar um livreto.

*Exemplo:

 

Brasil, terra de cores e contrastes,
Reune a magia deste povo
A alegria desta gente,
Símbolo da mistura de raças.
Indiferente a tudo
L
evas amor e raça no coração


Marici Bross

Fonte: http://www.bettyboopstar.com.br/Acrostico_Brasil.htm 

 

4ª Atividade

 

*Mostrar videos para os alunos de algumas apresentações de danças africanas.

 

*Sugirimos estes videos, que estão neste site :

 

 

 

 

 

RECURSOS PEDAGÓGICOS NECESSÁRIOS PARA A AULA:

 

  • Texto, videos, gravuras e revistas

 

4 CATARSE

 

  •  Será observado através do cartaz representando a dança e a musica afro, bem como fazer um acróstico sobre o tema estudado.

 

4.1 SÍNTESE:

 

  • Reconhecer a importância da dança e a musica afro na cultura brasileira, através de confecção de cartazes.

 

4.2 AVALIAÇÃO:

 

  • A avaliação será no decorrer das atividades, vendo o ponto de vista dos alunos em relação a dança e a música, com o professor retornando sempre com a explicação aonde o aluno não entendeu ou aonde tiver dúvidas.

 

5 PRÁTICA SOCIAL FINAL DO CONTEÚDO:

 

5.1 INTENÇÕES DO ALUNO:

 

  • Ter interesse sobre o tema proposto, interagir com o grupo dando sugestões, e argumentando sobre o tema.

 

5.2 AÇÕES DO ALUNO:

 

  • Participar da aula, interagindo com o professor e com os colegas.

 

REFERÊNCIAS DE TODOS OS RECURSOS UTILIZADOS:

 

 


 

 

Plano revisto!

 

PLANO DE TRABALHO

 

Aluno Mestre: Jailson C. Dos Santos

Proposta de aula para a Turma/ Série: Pré-escola

Escola/instituição: APAE

Disciplina: Ed. Para o Trânsito

Título/tema: Criança a Bordo

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS :

 

  • Compreender que os menores de 10 anos de idade devem ser transportadas nos bancos traseiros e usar individualmente de retenção equivalente, prevenindo possíveis acidentes.

 

PRÁTICA SOCIAL INICIAL DOS CONTEÚDOS

 

CONTEÚDO :

 

-Transporte de Crianças

-Legislação

-Medidas de segurança

-Equipamentos

 

EIXOS/LINGUAGENS

 

-Valores Coletivos

-Valores,Hábito e Atitudes

-Formação de Conceitos

 

CONHECIMENTOS PRÉVIOS TRABALHADAS PELO PROFESSOR COM O ALUNO :

 

  • Conhecer as Placas Básicas do Trânsito e regras gerais

 

PROBLEMATIZAÇÃO (DISCUSSÃO) :

 

  • Temos Observado muitas crianças sendo transportadas individualmente nos veículos particulares e coletivos, desta forma convidamos os estudantes para discutirmos este tema.

 

Dimensões 

  • Conceitual/científica:
  •  
  • Ética:
  •  
  • Histórica: 
  •  

 

INSTRUMENTALIZÇÃO:

 

1º Passo :

     Comentar com os alunos a importância de ultilizar o cinto de seguraça em crianças com menos de 10 anos. Sentar nos bancos de traz, evitando possiveis acidentes.

     Demonstrar as imagens a seguir e perguntar a eles sua opinião sobre o uso do cinto de segurança. 

 

FONTE: http://www.prp.pt/informacao/campanhas/mupi-01.jpg 

 

quebracabeça cinto.doc

 

 

FONTE: http://petmanias.com/site/components/com_virtuemart/shop_image/product/597e1c597480a0da22cc5590027370e7.jpg

 

FONTE: http://www.ehelpcarolina.com/wp-content/uploads/2009/09/crianca_no_banco_de_tras.gif

 

 

FONTE: http://www.euqueru.net/wp-content/uploads/2008/09/cintodeseguranca.jpg

 

FONTE: http://adestramento.files.wordpress.com/2008/08/noname8.jpg

 

     Se os animais são transportados com cinto de segurança, por que muitas crianças não o usam?

     As crianças são tão importantes, ou mais, que os animais?

 

2º Passo:

     Diversas pesquisas têm sido desenvolvidas com o objetivo de melhorar a segurança dos veículos automotivos. Cada vez mais, torna-se evidente a preocupação com a segurança dos motoristas e passageiros. Assim, vários estudos e testes são realizados para conferir proteção aos usuários de automóveis. Dentre os dispositivos de proteção de um carro, estão incluídos o cinto de segurança de três pontas automático, combinado a um tipo proteção para joelhos, que consiste em um material para absorver parte do atrito em colisões automobilísticas (atualmente, o denominado airbag). Há uma evidência da negligência por parte da grande maioria dos motoristas e passageiros, que não utilizam o cinto de segurança manual, em cerca de 50% a 71% das vezes em que fazem uso do carro. Alguns trabalhos, anteriormente realizados, acerca da eficácia do uso do cinto de segurança automático, produziram certa divergência entre este sistema de segurança automático e o sistema manual. Vários pesquisadores evidenciaram lesões graves e até morte causadas pelo uso incorreto do cinto de segurança de duas pontas.

 

3º Passo:

     Dar aos alunos um figura de um semáforo para que os alunos pintem com as posições correta das cores.

 

4º Passo:

     Fazer com os alunos um quebra-cabeça, dando-os uma figura para que eles pintem e depois ajudá-los a recortar de acordo com a imagem.

 

5º Passo:

     Levar os alunos até um veiculo e ensiná-los a colocar o cinto de segurança.

 

ATIVIDADE COMPLEMENTAR:

        - Levar os alunos até o semáforo, próximo da escola, para observarem como os motoristas e pedrestes se comportam.

 

RECURSOS PEDAGÓGICOS NECESSÁRIOS PARA A AULA :

  • quebra-cabeça, 
  • imagem para pintar, 
  • Um automovel para levar aos alunos para ensinalos a usar o cinto de segurança, de preferência dentro do pátio da escola.

 

CATARSE :

     Os alunos deveram  saber o modo de usar o cinto de segurança, inclusive nos bancos traseiros.

 

SINTESE:

     Compreender a importância do cinto de segurança, observando a atividade prática.

 

AVALIAÇÃO:

    Através das apresentações e atividades ver se o aluno conseguiu aprender sobre o assunto, através do seguinte critério:

  • Se é capaz de colocar o cinto de segurança sozinho.
  • Percebe a importância do uso do cinto de segurança.
  • Reconhece os diferentes cintos de segurança. 

 

PRÁTICA SOCIAL FINAL DO CONTEÚDO:

 

Intenções do aluno :

 

  • Ao entrar em qualquer veículo, procure e coloque o cinto de segurança. 

 

Ações do aluno: 

  • Incentivar o uso de cinto de segurança, durante o transporte de alunos da APAE. 

 

REFERÊNCIAS DOS RECURSOS UTILIZADOS:

 

 

     www.smartkids.com.br

     http://adestramento.files.wordpress.com/2008/08/noname8.jpg

     http://www.euqueru.net/wp-content/uploads/2008/09/cintodeseguranca.jp

     http://www.ehelpcarolina.com/wp-content/uploads/2009/09/crianca_no_banco_de_tras.gif

     http://www.prp.pt/informacao/campanhas/mupi-01.jpg

 

ANEXOS: 

 

     Atividades, jogos ,imagens,quebra-cabeça.

 

 

 

 


 

 

 

http://www.assistiva.com.br/

http://www.assistiva.com.br/#objetivos

http://www.assistiva.com.br/#porque

 


 

 

Comments (10)

César Henrique Garcia Rodrigues said

at 5:17 pm on Jul 1, 2010

cara q massa ficou o seu plano de aula

Jeniffer Iaroz said

at 6:01 pm on Jul 1, 2010

jaja vc é um homem muito ganso!
mas apesares dos pesares vc é muito llegal vc é muito amigo meu te considero muito!
jeniffer com carinho!

Jeniffer Iaroz said

at 6:02 pm on Jul 1, 2010

pescoçudo!

Jailson C. dos Santos said

at 1:37 pm on Oct 7, 2010

TÉÉÉÉEÉÉSTUDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ;D

César Henrique Garcia Rodrigues said

at 3:10 pm on Dec 2, 2010

vi pow teu planejamento ta bom
cara tu naum vai reprova -.-
*-*
-

Jailson C. dos Santos said

at 7:44 pm on Dec 2, 2010

:D

Amanda Alice Haiduk said

at 3:16 pm on Dec 9, 2010

gostei do seu plano, acho muito interessante as crianças terem contato com a cultura afro-brasileira desde pequenas, as atividades tambem achei boa, vai ajudar bastante as crianças
*-*
ohhhh parabens jaja

Anaí Carneiro Ribas said

at 3:33 pm on Dec 9, 2010

jailson onde esta seu artigo seu preguiçoso.

Rafael Otaviano Guirado said

at 3:53 pm on Apr 5, 2011

tá na frente da luz

César Henrique Garcia Rodrigues said

at 9:31 pm on Sep 8, 2011

Uiiiaaa mano =O

You don't have permission to comment on this page.