| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

Musical

Page history last edited by PBworks 16 years, 10 months ago
EspacialExistêncialCinestésico-CorporalInterpessoalIntrapessoalLínguísticaLógico-MatemáticaMusicalNaturalista

 

Equipe: Jheniffer de Silva Barbosa,keyse e ana flavia

 

 

 

 

Inteligência musical

 

A inteligência musical é conhecida e valorizada desde os primórdios da humanidade – faltava apenas que lhe dessem um nome. Quem a desenvolve consegue criar, comunicar e distinguir significado nos sons e em suas combinações. A maioria das pessoas aprecia música e esse apreço pode ser cultivado com a prática. Outros têm uma habilidade inata. Desde pequenos podem decodificar melodias e ritmos com maior rapidez do que palavras, números ou imagens. A habilidade musical de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) parece ter despertado quando ele ainda era um bebê, em Salzburgo, na Áustria, onde nasceu. Filho de um professor de música, recebeu intenso aprendizado em casa e compôs seus primeiros trabalhos aos 5 anos. Adolescente, ele já era um concertista requisitado pela nobreza em toda a Europa. Sua genialidade foi manifestada na fartura de sua produção artística e nas inovações que legou para as gerações futuras. Ele compôs em vários gêneros musicais, de sonatas para piano até música de câmara. Seus melhores trabalhos foram as óperas – como a famosa A Flauta Mágica – e as 68 sinfonias que deixou. Ao morrer, com apenas 35 anos, Mozart tinha aplicado sua marca na história da música.

 

Papo nossofyus critttanças nascem com um enorme potencial musical. Cabe a nós, simplesmente, darmos ao nosso bebê oportunidades desde cedo. Um programa de audições musicais bem feito, não só aumenta a inteligência auditiva da criança, possibilitando que no futuro possa tocar uma música “de ouvido”, mas também alavanca muitas outras inteligências e habilidades.

Habilidades desenvolvidas e benefícios da música:

• Comunicação

• Fala

• Atenção

• Memória

• Concentração

• Inteligência matemática

• Ritmo

• Coordenação de movimentos

• Respiração com ritmo constante

• Equilíbrio emocional

 

Um pouco da teoria da inteligência musical

No início do século XX, as autoridades francesas solicitaram a Alfredo Binet que criasse um instrumento pelo qual se pudesse prever quais as crianças que teriam sucesso nos liceus parisenses. O instrumento criado por Binet testava a habilidade das crianças nas áreas verbal e lógica, já que os currículos acadêmicos dos liceus enfatizavam, sobretudo o desenvolvimento da linguagem e da matemática. Este instrumento deu origem ao primeiro teste de inteligência, desenvolvido por Terman, na Universidade de Standford, na Califórnia: o Standford-Binet Intelligence Scale

 

Esta inteligência se manifesta através de uma habilidade para apreciar, compor ou reproduzir uma peça musical. Inclui discriminação de sons, habilidade para perceber temas musicais, sensibilidade para ritmos, texturas e timbre, e habilidade para produzir e/ou reproduzir música. A criança pequena com habilidade musical especial percebe desde cedo diferentes sons no seu ambiente e, freqüentemente, canta para si mesma.

 

 

 

 

 

Inteligência Musical

Professor propõe nova metodologia de trabalho

 

O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas promove na sexta-feira, dia 6, a partir das 14h, palestra sobre “Inteligência Musical”, ministrada pelo professor Carlos Eduardo da Cruz Gomes. O evento acontece na Videoteca Mascarenhas, com entrada franca e é destinado a qualquer pessoa interessada, com faixa etária superior a 14 anos de idade. A realização tem o apoio da administração Alberto Bejani, através da Funalfa, e atende a orientação de contemplar as diversas propostas e manifestações culturais.

 

O professor Carlos Eduardo, formado em Letras, especialista em literatura comparada e psicopedagogia, aluno de canto do Pró-Música e ex-integrante de diversos corais da cidade é o autor do Projeto Inteligência Musical, pesquisa que vem desenvolvendo desde o ano de 2004. Ele informa que esta metodologia é baseada na teoria das múltiplas inteligências, do professor e psicólogo Howard Gardner, da Universidade de Harvard. Segundo Gomes, este método de trabalho é muito recente e propõe a interação da música, da educação e da saúde com o objetivo de criar meios para ajudar às pessoas a descobrirem suas múltiplas inteligências a partir da música. Através da palestra ele pretende divulgar e explicar o seu projeto, convocar participantes – meninos e meninas - para criação de um coral para a Igreja Luterana, formar grupos de estudos sobre esta nova técnica e propor a realização de cursos para capacitar novos profissionais a atuarem com os princípios da Inteligência Musical.

 

Gomes explica que a construção e o desenvolvimento da Inteligência Musical e a descoberta das múltiplas inteligências ocorre através da emoção e da música. Inicialmente ele realiza uma anamnese sonoro-musical – questionário com 20 perguntas para identificar o sistema sensorial preferencial de cada um – e que permite avaliar o histórico e a emoção de cada pessoa. A sua proposta também inclui a prática de cantos litúrgicos, que conforme suas pesquisas permitem, ao mesmo tempo, o estudo da palavra, o significado curativo da mesma, além de resgatar a mensagem espiritual do canto.

 

Prefeiruradejuizdefora

 

 

 

Dyena e Amanda

 

LOCALIZAÇÃO

 

hemisfério direito, principalmente o lobo temporal, é o encarregado da audição e da criação musical. Uma lesão maciça neste hemisfério pode levar a uma amusia: o lesionado não consegue perceber combinações rítmicas ou até mesmo entonações de voz.

 

 

CARACTERISITICAS

 

 

Esta inteligência baseia-se no reconhecimento de padrões tonais (incluindo sons do ambiente) e numa sensibilidade para ritmos e batidas. Inclui também capacidades para o manuseio avançado de instrumentos musicais.

 

PESSOAS (EXEMPLO)

 

É destaque dos músicos, cantores, compositores e maestros.

 

ATIVIDADES PARA DESENVOLVE-LAS

Jogo 1

 

 

O professor/educador deverá gravar uma cassete com sons distintos, desde animais, a sons metálicos e outros conhecidos, como por exemplo um motor de automóvel.

Depois de formar dois grupos de jogadores, deve pedir-lhes para taparem os olhos com uma venda.

Proponha-lhes um passeio imaginário dentro de um castelo levando-os a descodificar os sons que irão ouvir, memorizá-los e relacioná-los.

O jogo pode tornar-se mais difícil se os sons tiverem graus distintos de dificuldade.

 

 

Jogo 2

 

 

O professor/educador deverá colocar uma cassete de música, evitando o uso das músicas cantadas.

Seguidamente, solicitar aos jogadores que desenhem essas músicas, construindo associações entre os movimentos do lápis, as cores e os sons ouvidos.

Jogo 3

 

 

Construir instrumentos musicais com os jogadores, facultando-lhes embalagens de iogurtes vazias, arroz ou feijão e cola.

Seguidamente, os jogadores devem criar uma música em grupos de 2 e tentar associar uma coreografia.

Jogo 4

 

 

Os jogadores devem estar num espaço amplo e vazio.

O professor/educador deve colocar uma cassete com música «mexida» e os jogadores devem mover o corpo, as pernas e os braços, ao som da música.

Sempre que a música parar os jogadores devem ficar imóveis, como uma «estátua», e não se podem mexer até que a música volte a tocar.

*Bibliografia

Celso Antunes, Jogos para estimular as múltiplas inteligências, Editora Vozes, Brasil, 2002

 

referencia: http://www.google.com.br

http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/75/7545/754520/article.jhtml?articleID=212289

 

 

keyse e ana falavia

 

De todos os talentos com que os individuos podem ser dotados , nenhum surge mais cedo do que o tralentomusical. Embora a especulação em tornodesta questão tenha cido abundante,permanece incerto exatamente porque o talento musical surge tão cedo e qual poderia ser natureza deste dom. Um estudo da inteligencia musical nos pode ajudar a entender o sabor especial da musica e aomesmo tempo esclarecer sua relação como outras formas do intelecto humano.

 

Podemos captar alguma noção da gama e das fontes dos talentos musicais precoces aoescutermos uma audiçãomusical hipotética na qual os interpretes são três crianças pré-escolares.A primeira criança interpreta uma suíte de bach para violino solo com precisão tecnica e consideravel sentimento. A segunda canta aria completa deuma opera de Monzart após ouvi-la apenas umaunica vez. A terceira criança senta-se aopiano e toca um minueto simples que ela mesma compôs. Três performances realizadas por três prodigios musicais.

 


 

Inteligência musical

 

 

As crianças nascem com um enorme potencial musical. Cabe a nós, simplesmente, darmos ao nosso bebê oportunidades desde cedo. Um programa de audições musicais bem feito, não só aumenta a inteligência auditiva da criança, possibilitando que no futuro possa tocar uma música “de ouvido”, mas também alavanca muitas outras inteligências e habilidades.

Habilidades desenvolvidas e benefícios da música:

• Comunicação

• Fala

• Atenção

• Memória

• Concentração

• Inteligência matemática

• Ritmo

• Coordenação de movimentos

• Respiração com ritmo constante

• Equilíbrio emocional

 

O que fazer?

Colocar música erudita para seu bebê escutar todos os dias.

Etapas:

• Anuncie o nome do compositor e da peça musical.

• Dê outras informações, como por exemplo, o estilo da audição musical.

• Coloque a música 3 vezes por dia durante 1 semana.

• Deixe tocar de 3 a 6 minutos, tendo o cuidado de não interromper uma frase musical.

 

A partir de quando começar?

A partir das primeiras semanas de gestação. O bebê já estabelece uma comunicação e um vínculo afetivo com sua mãe desde cedo.

No início o bebê escuta com todo o seu corpo, através das vibrações sonoras transmitidas no meio líquido. O útero é um lugar onde se produzem vários sons, como por exemplo, do coração, do estômago da mãe, sons da respiração e outros. O sistema auditivo vai se desenvolvendo e a partir de 24 semanas já está completo.

“Alguns anos atrás me perguntaram: - Quando devemos começar com o estudo da música? Eu respondi: - Nove meses antes do nascimento. Hoje eu diria: - Nove meses antes do nascimento da mãe.” Zoltán Kodaly, 1966

 

Conclusão:

As audições musicais enriquecem a vida das crianças, gerando alegria e prazer e abrindo-lhes as portas para o mundo da música.

 

mais informações: www.escolaaed.com.br

 

Bebe2000

 

-Inteligencia musical

De Wikipedia, la enciclopedia libre

Saltar a navegación, búsqueda

Para otros usos de este término véase Inteligencia (desambiguación).

La inteligencia musical es la capacidad de expresarse mediante formas musicales. Es uno de los componentes del modelo de las inteligencias múltiples propuesto por Howard Gardner. Este modelo propugna que no existe una única inteligencia, sino una multiplicidad: en principio propuso 7, que luego aumentó a 8.

 

A pesar de que la capacidad musical no se considera generalmente una capacidad intelectual, como la matemática, siguiendo los criterios del autor debería ser así. Incluye habilidades en el canto, tocar un instrumento, dirigir y componer y, en cierto grado, la apreciación musical. Sería, por tanto, no sólo la capacidad de componer e interpretar piezas con tono, ritmo y timbre, sino también de escuchar y de juzgar. Puede estar relacionada con la inteligencia lingüística, con la inteligencia espacial y con la inteligencia corporal cinética.

 

La inteligencia musical también se hace evidente en el desarrollo lingüístico, por cuanto demanda del individuo procesos mentales que involucran la categorización de referencias auditivas y su posterior asociación con preconceptos; esto es, el desarrollo de una habilidad para retener estructuras lingüísticas y asimilarlas en sus realizaciones fonéticas, ya en su micro estructura (acentuación de las palabras: afijos – morfología) como en su macroestructura (entonación en realizaciones más largas: sintaxis).

--

JUIZ DE FORA - 3/10/2006 - 15:36

 

Inteligência Musical - Professor propõe nova metodologia de trabalho

 

O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas promove na sexta-feira, dia 6, a partir das 14h, palestra sobre “Inteligência Musical”, ministrada pelo professor Carlos Eduardo da Cruz Gomes. O evento acontece na Videoteca Mascarenhas, com entrada franca e é destinado a qualquer pessoa interessada, com faixa etária superior a 14 anos de idade. A realização tem o apoio da administração Alberto Bejani, através da Funalfa, e atende a orientação de contemplar as diversas propostas e manifestações culturais.

 

O professor Carlos Eduardo, formado em Letras, especialista em literatura comparada e psicopedagogia, aluno de canto do Pró-Música e ex-integrante de diversos corais da cidade é o autor do Projeto Inteligência Musical, pesquisa que vem desenvolvendo desde o ano de 2004. Ele informa que esta metodologia é baseada na teoria das múltiplas inteligências, do professor e psicólogo Howard Gardner, da Universidade de Harvard. Segundo Gomes, este método de trabalho é muito recente e propõe a interação da música, da educação e da saúde com o objetivo de criar meios para ajudar às pessoas a descobrirem suas múltiplas inteligências a partir da música. Através da palestra ele pretende divulgar e explicar o seu projeto, convocar participantes – meninos e meninas - para criação de um coral para a Igreja Luterana, formar grupos de estudos sobre esta nova técnica e propor a realização de cursos para capacitar novos profissionais a atuarem com os princípios da Inteligência Musical.

 

Gomes explica que a construção e o desenvolvimento da Inteligência Musical e a descoberta das múltiplas inteligências ocorre através da emoção e da música. Inicialmente ele realiza uma anamnese sonoro-musical – questionário com 20 perguntas para identificar o sistema sensorial preferencial de cada um – e que permite avaliar o histórico e a emoção de cada pessoa. A sua proposta também inclui a prática de cantos litúrgicos, que conforme suas pesquisas permitem, ao mesmo tempo, o estudo da palavra, o significado curativo da mesma, além de resgatar a mensagem espiritual do canto.

 

*Outras informações com Carlos Eduardo da Cruz Gomes pelo 3690-7652 ou do e-mail carloseduccgomes@gmail.com

FUNALFA

Comments (1)

Anonymous said

at 6:05 pm on Sep 6, 2007

na minha opinião o meu texto foi oi melhor de todos
sem ofensas o de vcs ficaram razoável.....
bju

You don't have permission to comment on this page.